Jogos de celular podem ajudar na educação infantil? Entenda mais sobre o assunto

32

Não é novidade para ninguém que hoje em dia as nossas crianças já “nascem sabendo” a usar os celulares, dando um verdadeiro olé nas pessoas mais velhas.

Hoje, sabe-se que a psicologia e a medicina voltada para a idade infantil já vêm advertindo os pais e responsáveis sobre as consequências que o uso exacerbado desses aparelhos pode acarretar nas crianças. 

Entretanto, um uso adequado dos celulares na infância pode ser de certa ajuda em algumas áreas, como a educação.

E é por isso que hoje falaremos um pouco mais sobre esse assunto que tem se tornado bastante polêmico, mas que é de extrema necessidade ser debatido.

Quais os benefícios de inserir jogos de celulares na educação infantil?

Partindo do fato de que o mundo todo já funciona através de smartphones é importante conhecê-los e saber usá-los. E, como sabemos, a infância é o melhor período para se aprender coisas novas.

Outro ponto importante é que os jogos acabam sendo uma forma de engajar o interesse da criança, tornando mais fácil o aprendizado delas.

Além de tudo, hoje em dia, há vários estudos científicos e pesquisas que mostram resultados satisfatórios quanto ao uso de jogos de celulares em benefício do aprendizado de crianças e adolescentes.

Alguns pontos que são estimulados nesses jogos são: a coordenação motora, o raciocínio, a criatividade, a imaginação e etc.

Quais os melhores jogos para incluir na educação infantil?

Funny Food: essa plataforma possui mais de 10 jogos envolvendo a lógica, a memória e a criatividade e pode ser baixado gratuitamente.

Silabando: envolve práticas lúdicas que ajudam na entonação e pronúncia de sílabas e palavras. Gratuito.

Tabuada IQ: disponibiliza questões de matemática para auxiliar essa área do aprendizado de forma dinâmica e interativa. Gratuito.

Veja mais artigos interessantes, como:

Melhores mobile games para quem gosta do gênero de simulação

Jogos de celulares para quem gosta de testar seus conhecimentos e aprender mai